domingo, 21 de julho de 2013

Quem é seu amigo no Facebook?



Esse Mark Zuckerberg é mesmo um cara bem intencionado ou, no mínimo, com ótimo senso de humor. Ele consegue chamar de amigo um leque enorme de pessoas. Amigo pode ser alguém que aceitou o seu convite ou que te convidou, mas que passa por você na empresa, na rua, no shopping, no condomínio e faz um malabarismo enorme pra não te cumprimentar. Talvez tenha medo que você pendure no pescoço dele e peça um autógrafo.


Amigo pode ser alguém que jamais vai dar um “curtir” em qualquer coisa que você escreva, nem mesmo se for o seu comentário num post dele. Nem mesmo nos “parabéns” que você enviou sinceramente no dia do aniversário dele. Ou seja, o dedo dele pode cair duro, mas ele não vai “curtir” você, esqueça.


Amigo pode ser alguém que te adicionou ou te aceitou, mas para que você aumente a fila dos que curtem as coisas que ele "compartilha". Ele mesmo não prestigia ninguém, não curte ninguém. Não busca a interação, a troca. Está ali mais pela plateia. Dá pra curtir um cara desses? Acredite, para Zuckerberg, esse cara é seu amigo.


Mas os mais conservadores podem ficar tranquilos. Amigo no Facebook também é aquela pessoa que participa da sua vida, estando ou não perto fisicamente. Dá sempre um jeito de te lembrar que está ali. Aprecia você e fica feliz que exista o mundo virtual que supera todas as distâncias. Diante da falta de tempo para o café e o papo ao vivo, o “curtir” é um afago, um beijo do amigo.


Existe outra categoria que é bem pós-moderna em termos de amizade. É o amigo virtual. É a pessoa que você não conhece no mundo real. Foi uma amizade possível graças ao mundo virtual. É aquele amigo improvável no mundo físico, por uma série de razões, principalmente geográficas. Mas é um presente! 


Veja você, para Mark Zuckerberg todo esse povo é seu amigo. Curtiu?


Pois é, vivemos num tempo em que curtir e compartilhar têm muitos e questionáveis significados. Mas, por força da profissão e também por teimosia, continuo tendo fé nas pessoas, nas relações e nessa pluralidade de formas em que se manifesta esse ser chamado amigo.

Sandra Felicidade

Um comentário: