sábado, 21 de março de 2015

Transmissões da Estrela-Semente


Existem livros que saltam da estante depois de anos e que precisam ser lidos novamente. Eu li Transmissões da Estrela-Semente no final dos anos 80 - e nos últimos tempos, com todos esses acontecimentos que estamos vivendo, tenho lembrado muito desse livro de Ken Carey. Naquela época já me causou muito impacto. Era uma mensagem para tempos de transição. Algumas coisas fazem mais sentido hoje do que quando li pela primeira vez. Acho que é uma mensagem para estes tempos que estamos vivendo.

Algumas coisas que tenho vivido e observado têm me remetido ao conteúdo desse livro. Até mesmo a Teoria U, abordagem super inovadora que venho estudando, traz ideias que encontrei aqui. Abaixo alguns trechos:


Retire suas energias dos sistemas de informação que servem apenas para chamar atenção para a destruição do antigo. Retire a energia da sua atenção de qualquer forma de mídia que possa mantê-lo consciente dos gritos agonizantes dos sistemas de exploração e manipulação. Não se preocupe com a negatividade global, mas olhe por você, por seus filhos, por sua família e por sua comunidade.


Nestes tempos de transição, os conceitos que se mostram benéficos para você talvez não sejam necessariamente os conceitos úteis para os outros. Todos os raios convergem no centro da roda. Deixe que cada um gravite para o seu próprio nível de compreensão; seja impecável no seu.


Confie que suas necessidades de sobrevivência serão supridas e nada faltará. Amplie sua visão e perceberá fatores de sobrevivência que ainda não tinha visto. Eles estão muito perto dos seus olhos. Sua mente ainda está à procura de coisas complexas. Através da história, você tem se esforçado tanto para sobreviver, nos termos em que concebe a sobrevivência, que esqueceu o porquê da vontade de sobreviver.


À medida que traz para os seus relacionamentos um sentido de identidade baseado em relacionamentos anteriores, você não somente diminui sua própria presença e eficácia nos relacionamentos em curso, mas também cria uma divisão interior em si mesmo. Nenhuma de suas experiências passadas é suficientemente abrangente para identificá-lo totalmente no momento presente; no entanto, você passou a depender delas para compreender e abordar o momento presente.


Limpe seus circuitos. Grandes mudanças estão no ar. Seus físicos estão falando dessas coisas em termos que desafiam a explicação. Seus psicólogos estão abandonando os barcos furados da racionalidade convencional. As religiões estão explodindo no redescobrimento do Espírito, para além dos limites do seu dogma. Neste exato momento, está tudo aqui. Abra sua mente à possibilidade. Abra os seus olhos e veja o que está ao seu redor. Há um padrão vibracional novo pousando. Sintonize-se com ele e aprenda uma maneira efetiva de lidar com esse momento de transição.


Uma oportunidade para adentrar uma nova realidade está sendo oferecida. Para aqueles que têm olhos de ver, ela já está aqui. Breve será a única realidade a ser vista. Aqueles que se sintonizarem com as novas frequências verão que a vida se torna cada dia mais rica. Os que se sintonizarem com o medo encontrarão desmoronamento. Dois mundos de consciência, cada vez mais distintos, começam a se formar. Os tempos serão melhores para alguns e piores para outros, dependendo da orientação e do envolvimento de cada um.

Você está onde a sua atenção o leva. Em verdade, você é a sua atenção. Se sua atenção é fragmentada, você está fragmentado. Quando sua atenção está no passado, você está no passado. Quando sua atenção está no presente, você está na Presença. A informação específica para cada e toda situação está sendo constantemente fornecida a você pela fonte da sabedoria infinita.

Quando você tiver consciência de sua totalidade, o impulso de Vida lhe transmitirá tudo o que você precisa saber em qualquer situação. A mensagem sempre virá como o seu primeiro impulso espontâneo. Esteja atento. Em qualquer atividade com que você se ocupe, esteja também presente integralmente em consciência. Isso o levará à Presença e lhe mostrará rapidamente quais as áreas de sua vida que mais necessitam de ajustamento.


*Trechos do livro Transmissões da Estrela-Semente - Ken Carey. Ed. Pensamento, 1982.

terça-feira, 10 de março de 2015

As couraças

Em que ponto do caminho começamos a perder a espontaneidade da criança e começamos a camuflar nossos sentimentos? Aos poucos vamos perdendo a autenticidade. O adulto vai criando uma couraça que funciona como uma proteção do mundo externo. O preço pago é a ausência de interações verdadeiras que gerem satisfação genuína.

Esta ótima animação mostra como tentamos (em vão) camuflar nossos sentimentos. 


A ilusão é que o outro não percebe nossas estratégias. Já dizia Gaiarsa:

Se olharmos bem, estamos todos nus, na voz, no gesto, no rosto, nas mãos, na postura, no olhar... De qualquer modo, ou vemos o que a pessoa sente, ou percebemos o que ela está tentando esconder. Com alguma prática, percebemos com clareza sua maneira de esconder as coisas - o que, afinal, é um modo de revelar-se. 


*Apperance and Reality - A short story about shown and hidden feelings. (Elro)
  Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=1veqGH_625g