quinta-feira, 30 de junho de 2016

Os 40 anos do Jogo da Transformação


Desde os anos 80 já tive inúmeras experiências com abordagens terapêuticas e grupos de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal (em São Paulo, Campinas, Curitiba e outros lugares) - e o Jogo da Transformação é um dos instrumentos mais completos e profundos que conheço.
O jogo foi criado em 1976 por Joy Drake e Kathy Tyler - na Comunidade de Findhorn/Escócia. 
A experiência com o jogo (dura de 6 a 8 horas) traz uma clareza enorme com relação ao tema abordado e gera insights valiosos. O jogo tem uma simbologia riquíssima e reproduz a complexidade e sutileza do processo de transformação a partir da visão integral do ser humano (nível físico, emocional, mental e espiritual). Cada jogador tem a sua trilha, assim como cada pessoa tem sua jornada de individuação. Não existe competição. Cria-se um ambiente de apoio, partilha e confiança. O tabuleiro é o "campo" que permite visualizar todos os elementos que estão presentes e como eles se afetam mutuamente. Cheio de sincronicidade. 
A maioria de nós conhece jogos de tabuleiro como brinquedo, mas os jogos de tabuleiro são encontrados em culturas milenares e são cheios de elementos arquetípicos. Jung iria adorar o Jogo da Transformação. 
Com Sara Marriott e Theresa Carlota
Conheci o jogo em 1988 - em Nazaré Uniluz (Nazaré Paulista), trazido para o Brasil pela escritora americana Sara Marriott. Em 1990 uma amiga trouxe um jogo da Escócia pra mim. Comecei a praticar com amigos e colegas de trabalho. Em 1998 fiz a formação e passei a aplicar o jogo profissionalmente como facilitadora credenciada. Tenho uma gratidão imensa por ser facilitadora desse instrumento. Ao longo desses mais de 25 anos de prática realizei incontáveis workshops nos mais variados contextos. Acompanhei processos impressionantes de indivíduos e grupos - e aprendi muito. Aprendi que toda dor tem uma cura e que a casa seguinte pode ser a Casa do Milagre. Continuo me transformando e participando da transformação de quem entra na trilha.

Com Mary Inglis da InnerLinks Associates - set/1998

Formação de facilitadores - 1998
Sou grata em especial à minha mestra Mary Inglis (InnerLinks Associates), com quem fiz a formação - e à Olga Balian (Taygeta), por tornar possível a versão do jogo em português e promover sua expansão no Brasil. Que o Jogo da Transformação continue contribuindo para transformar corações e mentes. 
Sandra Felicidade

2 comentários:

  1. Tenho interesse em fazer o Jogo da Transformação! Gostaria de receber informações!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Graziela! Me escreva no e-mail sfelicidade.psi@gmail.com que passo as informações. Abraços

      Excluir